ROOTS AND LEAVES - XILOGRAPHY RAÍZES E FOLHAS - XILOGRAVURAS

XILOGRAPHY

Timeles artists like Samico and J. Borges carved prints representing natural elements, musical manifestation, folkloric celebrations, politiclal  struggles, the march of urbanization and even graphic novels. Marcos Medeiros  honors this artistic tradition. In Roots and Leaves, he combines botanical specificity with historical recollection – as the print of the Sword of St. George, considered a source of strength for Afrodescents.
Describing what is visible – leaves and branches, fruits and trunks, the artists also evidences the nurturing mystery that lies under the ground. Medeiros utilizes wood in
all phases of his work – from the wood planks to the vegetal paper used to run the prints, transforming them into an expression of his artistic intention.
Born in Minas Gerais, Medeiros has lived all his life in Ipojuca City, in Pernambuco State. He has been painting, sculpting and making pottery since he was a child. Today, Medeiros is a distinguished member of the Northeastern artistic community. His work has been shown in many solo and group exhibitions contributing unequivocally to the dissemination of the Pernambuco art in Brazil and in the world.

XILOGRAFIA

A técnica milenar da xilogravura chegou ao país na época das grandes navegações e ganhou apuro, cores e identidade no Nordeste brasileiro. A religiosidade, as festas populares, a caatinga, as modas, os romances, as lutas políticas e a história de nossa gente, estradas, cidades e sertões foram talhadas e impressas por grandes nomes como Samico e J.Borges.
É a eles, a essa história que o artista Marcos Medeiros honra, devota e dá continuidade com o seu trabalho que agora se apresenta também através da xilogravura. Nesta série, em que pretende conjugar a origem e contexto histórico das plantas – como a Espada de São Jorge e sua matriz africana – à reflexão sobre o visível, as folhas e os troncos, e o invisível abaixo da terra, as raízes. Medeiros extrai da natureza a matéria-prima que será ao mesmo tempo matriz da obra e a inspiração para transformá-la em expressão de sua arte.
Nascido em Minas Gerais, mas pernambucano de Ipojuca desde os dois meses de idade, Marcos Medeiros começou a pintar, fazer escultura e cerâmica desde a adolescência. Artista atuante na cena cultural do Nordeste, com exposições individuais e coletivas nas mais diversas formas de arte, incluindo também a literatura, tem contribuído de forma inequívoca para a disseminação da arte pernambucana no Brasil e no mundo!

Ricardo Piquet Director of Museum of Tomorrow

Ricardo Piquet Director of Museum of Tomorrow
Rio de Janeiro - Brazil